domingo, outubro 21, 2012

Monique Barcellos recebe Prêmio de Pintura Criativa pela ABD

:: Premiação ::

No último dia 20 ac
onteceu o II Salão de Artes Plásticas e Literatura, realizado pela ABD (Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais) em parceria  com o Cacs (Círculo Artístico e Cultural de Saquarema), no Lake's Shopping.  



Ganhei o Prêmio na categoria Pintura Criativa, e recebi o Troféu Criatividade, pela tela "Leão Conquistador", que concorreu com obras do Estado do Rio e de todo o Brasil:






(Clique na imagem para ampliar )

Fiquei muito feliz e surpresa com esse Troféu, que significa não só o reconhecimento pela minha arte, mas um momento de muita felicidade que dividi com minha mãe, que coordena o espaço CACS junto com a querida Telma Cavalcanti e companheiros de trabalho que foram homenageados. Foi um sonho que nem sonhei e que estou vivendo.
 




Minha primeira participação em uma exposição foi na festa Araká no espaço 00, na Gávea, Rio de Janeiro, em Agosto (foto abaixo), onde puder ter uma noção do retorno das pessoas em relação à minha arte. O que foi bastante positivo e motivador:


Nunca pintei nada antes dessas telas e, sinceramente,  fazia por uma forma de expressão muito particular, uma espécie de terapia. Este prêmio de gabarito nacional através do incentivo e avaliação de artistas e mestres locais é,  sem dúvida, uma grande realização e uma grande conquista não só para mim, mas para o município de Saquarema.
Meu ritmo, meu pensamento, meu agradecimento e meu sorriso a todos que torcem por mim.






Minhas telas estão à venda e aceito encomendas.

:: Contato ::

moniquebarcellos@gmail.com



sexta-feira, setembro 28, 2012

Mondé Produções: Caboclo Riddim (2012)

:: Lançamento ::


No dia de São Cosme e Damião (27) a Mondé Produções, produtora audiovisual independente carioca, lança Caboclo Riddim, com referência à estética sonora jamaicana, e que conta com a participação de três Mc’s do Rio de Janeiro.O som foi produzido por Gabriel Marinho, fundador da produtora. Caboclo Riddim é um projeto musical que visa a quebra de conceito em relação ao beat, base instrumental utilizado por artistas na criação musical. Para isso ele se vale da estética dos populares riddims jamaicanos com a intenção de democratizar o ritmo. Para executar tal ação, a Mondé Produções/Publicações convidou três MCs que percorrem diferentes vertentes musicais a darem sua interpretação e fazer parte da composição desta ideia, em um lançamento online dessa nova produção.



Tal pluralidade é retratada nas letras dos MCs participantes: Lápide, já foi integrante do Digitaldubs, primeiro sound system do Rio de Janeiro, acrescenta o ritmo envolvente do rub-a-dub e do dancehall a sua interpretação do Caboclo, compondo a parte dançante do riddim .
Sistah, desde a infância ligada à cultura negra brasileira. Seu primeiro contato com a música se deu pelas influências da capoeira e de seu pai, compositor de cânticos da roda. Ela vem solidificando seu nome no rap carioca e traz seus relatos compostos por metáforas sobre a guerra diária da vida na periferia, numa visão feminina de quem é forte, só pra quem é forte.
E representando o interior do Rio direto da cidade do aço, Volta Redonda: Mc Thiago El Niño. Um dos principais expoentes culturais de sua cidade e militante da livre cultura. Sua música valoriza a tradição e utiliza São Cosme e Damião e a inocência das crianças como referência pra mostrar seu olhar sobre o Caboclo Riddim. Tanto que a data de lançamento (dia 27 de setembro) foi sugerida pelo próprio.

Acompanhe o lançamento acessando as redes sociais da Mondé Produções/ Publicações. Confira o resultado dessa combinação cultural abaixo, no SoundCloud:



:::::::::::::::::::::

quarta-feira, julho 04, 2012

Tribo Kariri-Xocó faz apelo ao povo brasileiro na Rio +20

:: Exclusivo ::

Durante a Cúpula dos Povos na Rio +20, após apresentação de dança Kariri-Xocó, do Alagoas, o representante da tribo fez um apelo ao povo brasileiro. Segundo ele, o Governo não cumpre o repasse de verbas aos povos indígenas que se encontram em situação de fome. 

"Índio também tem fome, e também tem sede. Mas também tem sede de cultura. Nós queremos manter nossa cultura." - defendeu o integrante da tribo.


Fotos: karirixoco.org

Assista o video:




A desnutrição é apenas um dos agravantes da qualidade de vida dos povos indígenas no nosso país. Entenda um pouco mais sobre a CAUSA INDÍGENA NO BRASIL

Leia este e outros artigos na minha coluna COLETIVO INSTINTIVO. 


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

domingo, maio 27, 2012

Coca-Cola Apresenta Quiksilver Saquarema Prime 2012 - Kai Otton - (Legendado) BASTIDORES

.: Entrevista :. 

:: Kai Otton::

 26.05.2012 - Monique Barcellos entrevista o campeão de 2011, o australiano Kai Otton, até então classificado para as oitavas de final do WQS em Saquarema. O surfista comenta a expectativa e a pressão de defender o titulo, além de se confessar um grande adepto do Twitter.





Desta vez, na grande final ele terminou como vice, desbancado pelo conterrâneo Mark Wilkinson. 
Mesmo assim fez mais uma bela campanha nas ondas de Itaúna.
:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

sábado, abril 28, 2012

Renato Rocketh - Entrevista Exclusiva

 .: Eventos- Cobertura EXCLUSIVA :.


:: Entrevista ::

:: Renato Rocketh ::


Confira a entrevista com curiosidades sobre carreira do baixista, guitarrista e compositor de  Niterói Renato Rocket, onde relembra sucessos e trabalhos em parceria  com Marina Lima, Cazuza, Sandra de Sá. O músico comenta as novas  parcerias além do Rock Nacional, como os trabalhos no Rap com MC Marechal e o produtor Luiz Café, e também apresenta a  nova banda. Além da entrevista, Renato Renato Rocketh me recebeu gentilmente em sua casa  para registrar um dos primeiros ensaios dessa nova fase.

                                                                   Foto: Divulgação





::::::::::::::::::::::::::::::

sábado, abril 07, 2012

Dia do Jornalista

:: Homenagem ::

Segue abaixo a linda homenagem do Sindicato dos Jornalistas do Amapá pelo dia de hoje.
O Amapá é um dos estados que lideram o maior piso salarial da classe em todo Brasil, segundo a Federação Nacional de Jornalistas, a FENAJ. Isso também mostra respeito a nós profissionais.


Admiro os colegas que tentam mirar a sociedade em um espelho cada vez mais nítido dos fatos cotidianos, além de reacender a memória coletiva, fortalecer a história do povo, reerguer suas bases de conduta ética, dar um gás no que é relevante e para quem seria. Pelo menos eu tenho essas premissas, a cada texto, cada análise de pauta, cada circulada. O que é diferente de impor rótulos e criar margem de consumo. O jornalismo enfrenta um bombardeio muito intensificado pela mídia imediatista. Somos o 4º poder e temos que ser leais, sem abuso com a sociedade.

Afinal de contas, como em toda profissão, temos o lado bom e o lado ruim do profissional. Quem faz a profissão somos nós, não os empresários, políticos, burocratas. O papel do jornalismo dessa nova era tecnológica transferiu essa noção para o povo, que também se tornou um agente da informação, mesmo que ainda se sustente a ideia de cultura de massa. Porém, esse novo aspecto social de agentes de informação não diminui o papel do jornalista. Devemos assumir formas de adaptação às novas esferas, sempre acompanhar com destreza, somar olhares e percepções de mundo.

Cabe a nós o bom senso de que o bom jornalista é repórter do povo e, inclusive, até quando dá voz às elites. Ele pode fazer isso com elegância, com dignidade. Temos uma parte das pessoas que repudiam nosso exercício. Mas conquistamos esse ofício para quem gosta e para os que têm o direito de detestar. Nosso auge na pós ditadura, nossa crise nesse novo momento e nada me faz querer outra coisa. Não sei fazer outra coisa. Morro pelo Jornalismo e não vivo sem ele.


Também gostaria de comunicar que acabo de me tornar membro do Sindicato dos Jornalistas Fluminenses (Estado do RJ) e já dei entrada na minha carteirinha da FENAJ. Foi um dia muito especial. Conhecer velhos novos colegas e ser bem recebida, participar de reuniões que melhorem nossa causa. Agradeço pelo incentivo, a segunda vice-presidente do Sindicato e minha editora Dulce Tupy, que me apóia mais uma vez e, além de chefe, vem se tornando uma grande amiga.

Para muitos, essa coisa de Sindicato, de Federação e outros órgãos de classe é questionável, ou não quer dizer nada, mas é mais um passo dentro da minha estrada de jornalista, que completa 12 anos. Depois de 5 anos de formação, com o Diploma pelas tabelas, uma sindicalização é a prova de que eu continuo a lutar, com subversão, sagacidade e amor pela profissão. E, ainda hoje, meu discurso pretende ser uma voz e não somente um eco. A minha voz e a sua. A deles também.

Coincidências curiosas. Além da data cair este ano em um Sábado de Aleluia é, pela cultura cristã, o dia de malhar Judas. E não é que pode vir a ser uma boa analogia?

Jornalista é uma espécie de malhador de Judas em tempo integral.
Ou, pelo menos deveria ser.

Feliz caminhada para nós.

Monique Barcellos,

Jornalista e poeta.

quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Molecagem Carnavalesca


:: Coletivo Instintivo ::

A maioria das pessoas cresce em meio a valores de fraternidade, proatividade, demonstrações de afeto, generosidade: "Abraça o amiguinho", "não bata", "peça desculpas", "diga vovô te amo", "peça por favor", "como é que se diz? obrigado". Ai a criança cresce, vira adulta e não pode demonstrar nada disso, ...





















LEIA MAIS...


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

CAUSA INDÍGENA NO BRASIL

:: Coletivo Instintivo ::

Negligência e dilemas que beiram a extinç
ão de nossos guerreiros


O que você pensa quando se fala em índios? O que é ser índio? Mas nós realmente pensamos nos índios como povo? Que somos originalmente um povo indígena? Nós conhecemos nossa cultura de forma democrática?O que sabemos de poesia, música e dialetos indígenas? Nós sabemos que os índios estão morrendo brutalmente, que os curumins estão desnutridos? Que os índios são tratados como indigentes? Por quê? Ou melhor: o que é ser índio hoje no Brasil?

ENERGIA NUCLEAR X ENERGIA LIMPA

:: Coletivo Instintivo ::

Mais urgente reparar os danos ou preservar?

  • Monique Barcellos

Vivemos a Revolução Industrial, o boom das fábricas, desenvolvimento da ciência e descoberta da energia atômica como arma na Segunda Guerra. Fomos ao auge do abuso das emissões de C02 (gás carbônico) nos anos 70, até a revolta ambientalista, que pegou carona e teve a fase, digamos, mais caricata na geração hippie (Paz, Amor e Natureza).

Viemos atravessando décadas, questionando o uso da Energia Nuclear e o desenvolvimento tecnológico a custo da degradação do meio ambiente. Estamos na era pós-moderna, colhendo frutos e sofrendo consequências graves do avanço da modernidade e produção de recursos básicos ao redor do Planeta.

(Foto: U.S.Navy)

Atol de Bikini - Ilhas Marshal, no Pacífico: segundo teste de bomba atômica da operação Crossroads, em 1946.



:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Criolo - Circo Voador

:: Cobertura ::

Trechos do show do Criolo, ao vivo, pela primeira vez no palco do Circo Voador -RJ, cantando as músicas "Subirusdoistiozin", "Samba Sambei" e "Para Mulatu".



Foto gentilmente cedida pelo fotógrafo Ramon Moreira:



Clique para ASSISTIR


:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::



Blitz em Saquarema

:: Cobertura Exclusiva ::


Confiram entrevista EXCLUSIVA com integrantes da banda Blitz em Saquarema, durante o I Verão Alto Astral. A gravação foi nesse clima.



Depoimentos de Evandro Mesquita (cantor), Billy (tecladista), Juba (baterista) e do amigo, big rider, lenda do surf brasileiro e publicitário Rossini Maranhão Filho, o "Maraca".
Trilha sonora surpreendente.



Clique para ASSISTIR

::::::::::::::::::::::

segunda-feira, janeiro 09, 2012

Tábata Alves lança novo single: Mundo Frio

:: Lançamento ::

  • Colaborou - Zinho DK

Diretamente da periferia da Zona Oeste de São Paulo, Tábata Alves apresenta o mais recente trabalho: MUNDO FRIO. O single tem lançamento de Lado Sujo da Frequência em parceria com BL Produções e produção musical de Indião (Boca do Lixo). A música é um retrato sem cortes da cidade de São Paulo, aborda os efeitos da tecnologia que avança de forma avassaladora, torna o ser humano cada vez mais consumista, dependente de artifícios como máquinas e drogas. Dessa forma, a humanidade está deixando em segundo plano os princípios morais, desapegando cada vez mais de sentimentos e os valores fundamentais estão sendo esquecidos.


Depois de seu disco de estreia “Pra Fortalecer” de 2010, cada novo som lançado passa a certeza de que o rap não tem fronteiras. Com assuntos que vão desde o cotidiano até os promovem questionamentos sobre a realidade da mulher brasileira, MC Tábata vem se revelando um grande peso do rap nacional. Mesmo com características da velha escola, a MC traz evolução em seus raps, com temas contemporâneos. MUNDO FRIO confirma como sempre seu espírito combatente e enraizado.

Confira o single que já está nas ruas:



:: Contato ::

Tábata Alves MC - Facebook

Tábata Alves - Twitter

Zinho DK - Facebook

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

quarta-feira, janeiro 04, 2012

Verão em Saquarema vem com tudo!

O verão em Saquarema promete atrações como há anos não se via. Lembra mais um festival, pela qualidade e quantidade de atrações de grandes shows que estão por vir. Tudo 0800.

Para dar início às noites de verão, próximo dia 07, a "lenda diva" do rock Rita Lee, que já frequentou muito a terrinha na época dos festivais dos anos 70.
Depois, dia 14, tem banda Blitz, que dispensa apresentações e já fez diversos shows memoráveis em Saquá.


Dia 21 é a vez do samba e da animação de Dudu Nobre. O dia 28 traz toda energia de Elba Ramalho. Como se não bastasse, para fechar a tampa do Verão Alto Astral, dia 3 de fevereiro tem show com a Escola de Samba Mocidade (minha escola do coração), dia 04 tem batalha de confetes. Dia 11 todo charme do samba de Diogo Nogueira.

Todos os shows acontecerão na Praça do Coração, aos pés da Igreja Matriz, no Centro de Saquarema, a partir das 22h.

Esse verão promete vir com tudo e com certeza ficará na memória de Saquarema por muito tempo.

::::::::::::::::::